Fale com a ABPM (11) 98313-2324

ABPM ONLINE – Boletim Informativo ABPM 715

Nº 715 - MAIO DE 2021

My Wood Home

Evento 100% online apresentou os três sistemas principais de uso da madeira na construção sustentável

Entre os dias 19 e 21 de maio, aconteceu o Congresso My Wood Home, uma realização da Paulo Cardoso Comunicações e do Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (Ipef), que contou com a ABPM como uma das patrocinadoras e palestras no evento. O evento foi realizado 100% on-line e apresentou os principais sistemas de uso da madeira na construção sustentável: o sistema woodframe; madeira roliça de eucalipto tratado; e madeira engenheirada. O objetivo do congresso, desde a sua primeira edição, é fomentar e capacitar os profissionais da cadeia produtiva da madeira e da construção nesse sistema, a fim de consolidá-lo no Brasil.

Paulo Cardoso, idealizador do Congresso, aponta que o evento apresentou informações privilegiadas e abriu um espaço importante para se discutir o uso da madeira, além de apresentar cases de sucesso e principalmente desmistificar alguns pontos que são tabus em relação ao uso da madeira na construção civil. “Ainda não fechamos os números totais de participantes, mas tivemos a participação de estudantes de arquitetura e engenharia civil, passando por silvicultores, arquitetos, engenheiros, profissionais da construção civil, de proteção da madeira, de entidades e universidades”, comenta o idealizador sobre a abrangência e sucesso do projeto. O encontro também contou com a parceria da ABPM (Associação Brasileira dos Preservadores de Madeira), resultando em bate-papos fundamentais sobre a proteção do item. “As palestras sobre proteção de madeira tiveram muitas intervenções dos espectadores e geraram muitas perguntas. Foram muito esclarecedoras, porque é um ponto fundamental em toda a construção civil: que tenha madeira na sua estrutura e composição” finaliza Paulo.

Para Gonzalo Lopez, Presidente da ABPM (Associação Brasileira dos Preservadores de Madeira), que ministrou palestra sobre normas técnicas envolvendo a madeira tratada, o evento foi uma oportunidade excepcional da atualização de novos conceitos e tecnologias em projetos construtivos envolvendo a madeira. “O mercado de uso da madeira preservada está em constante crescimento. Essa evolução está sempre ligada a elaboração, discussão técnica, e a implantação de normas específicas, as quais apresentam os requisitos necessários para o adequado desempenho dos produtos feitos com madeira preservada”, explica. Além de Gonzalo, o Congresso contou com a participação de Guilherme Stamato, diretor da Stamade Projetos e coordenador da Comissão da Madeira Tratada na Construção Civil da ABPM. Em sua palestra “Projetos em estrutura de madeira”, Stamato trouxe informações sobre as construções em woodframe, bem como as estatísticas de como esse sistema construtivo têm ocupado mais espaço no mercado. “O woodframe naturalmente é um sistema que possui um ótimo desempenho térmico, acústico e alta durabilidade. São diversas as qualidades que o woodframe apresenta, mostrando ser um dos sistemas mais vantajosos para a construção civil”, comenta.

A palestra do diretor adjunto de relações com mercado da ABPM, químico industrial, consultor e especialista em preservação e acabamento em madeira, Humberto Tufolo Netto, debateu que é preciso agregar maior valor à madeira, e também comentou sobre os cuidados e a manutenção do produto, para toda e qualquer condição de uso na construção civil. “É um recurso renovável que pode ser reaproveitado e reciclado e seu uso contribui para neutralizar o efeito estufa. Contribui também para um clima interior saudável, regula a umidade e a temperatura, tem boas propriedades acústicas e isolantes”, afirma.

O papel da madeira tratada no mercado foi um dos principais assuntos tratados no congresso. Na palestra “Madeira tratada – Os desafios diante de um novo perfil de mercado”, Flavio Carlos Geraldo, diretor da FG4Mad Consultoria Empresarial e sócio honorário da ABPM, contou que em países europeus, do sudeste asiático e América do Norte, a tecnologia de madeiras é bastante desenvolvida. “Nessas regiões existe uma excelente relação de compartilhamento das inovações entre as universidades e instituições de pesquisas tecnológicas com os profissionais do setor industrial madeireiro e da construção. Nos Estados Unidos existe mais ou menos o mesmo número de usinas de tratamento de madeiras que no Brasil”, afirma.

O diretor da FG4Mad explicou que o país americano produz, anualmente, cerca de 28 milhões de metros cúbicos de madeira tratada, dos quais 75% são destinados ao setor da construção, que acolhe produtos de alto valor agregado e tem constante necessidade por inovação. “Enquanto isso, no Brasil, produzimos no máximo 10% desse volume, dos quais 65% são destinados ao meio rural, na forma de mourões para cercas, produtos de baixo valor agregado e necessidade zero de inovação”, acrescenta Flávio.

Os participantes do evento também puderam acompanhar temas como oportunidades para a construção com madeira, construção off-site, arquitetura com madeira, construção de edifícios em madeira, projetos, modelos de negócios, tecnologia, desafios, tratamento de madeira, construções híbridas, entre outros assuntos.

NOVO ASSOCIADO

A empresa Madimune Tratamento de Madeiras é a mais nova associada da ABPM. A empresa se localiza na cidade de Coxim (MS) às margens da BR 163, km 724, e trabalha com madeira tratada há três anos para fins rurais. Para produzir os seus produtos, a Madimune utiliza madeiras de eucalipto e pinus. “Buscamos ser sempre o melhor em tudo que fazemos. Por isso nos associamos à ABPM, pois trabalhamos com seriedade e oferecemos o melhor tratamento. Esperamos que juntos com a associação, consigamos trocar ideias e informações sobre a madeira tratada, bem como, a obtenção da Certificação Qualitrat”, salienta Willian Mohanna, diretor da Madimune.

LANÇAMENTO

É com grande satisfação que a ABPM reitera que foram lançados dois vídeos, sendo um institucional, onde foi possível apresentar um breve histórico da ABPM e os trabalhos realizados dessa entidade para o setor da preservação de madeiras no Brasil, e o outro vídeo está voltado exclusivamente para a certificação Qualitrat. No caso do Qualitrat, é possível verificar as grandes vantagens da empresa obter a certificação. A ABPM considera que esses vídeos são um marco histórico na vida da entidade e dos seus associados, pois contribuirão ainda mais para a promoção da madeira tratada nos seus diversos segmentos de uso e também informar ao público consumidor os benefícios de adquirir um produto com qualidade e legalidade. Além disso, a ABPM faz através desses vídeos uma campanha de fortalecimento do nosso setor. Esses vídeos podem ser utilizados e divulgados por todos os associados e estarão disponíveis no site da ABPM.

Expediente
Boletim informativo mensal da Associação Brasileira de Preservadores de Madeira (ABPM)
Presidente: Gonzalo Antonio Carballeira Lopez – IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas)
Diretor Vice-Presidente: Elcio Lacerda Lana – Lonza do Brasil Especialidades Químicas Ltda
Diretor Secretário: Jackson Cesar Correa Alves – Madtrat Madeiras Tratadas
Diretor Tesoureiro: Silvio José de Lima – Montana Química S/A
Coordenadora Técnica: Gisleine Aparecida da Silva – IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas)

Contato: [email protected] – www.abpm.com.br
Jornalista responsável e redação: Fábio Machado

Av. Professor Almeida Prado, 532 | Prédio 65 – Sala 09 | Cidade Universitária – São Paulo (SP) – CEP: 05508-901